3ª Gentileza para auxiliar na adaptação profissional de um estrangeiro: Aprenda e ensine!

E cá estamos na 3ª Gentileza que pode facilitar a vida de qualquer um, em uma mudança radical como trabalhar fora, por exemplo. Na 1ª Gentileza falamos sobre o quanto obter informações sobre o novo lugar é importante e na 2ª, vimos que não custa nada aprender um bocado do idioma local. Hoje, vou compartilhar com vocês o que senti no dia-a-dia: a gente exije que todos saibam tudo mas nem sempre nos colocamos à disposição para ensinar e aprender também. Um profissional qualificado e atualizado é desejado em qualquer empresa. Para ser contratado no exterior, isso pode ajudar muito. Aliás, muitos estrangeiros são contratados pois as empresas não conseguem encontrar na população local, profissionais com os requesitos necessários para uma determinada vaga. Neste último caso, o estrangeiro contratado pode utilizar este conhecimento para o bem ou para o mal.

Se ele for “do bem”, a ideia vai ser compartilhar o conhecimento e  ser um exemplo de cooperação e de trabalho em equipe. Os antigos índios brasileiros trabalhavam assim, todos tinham a oportunidade de aprender tudo e com isso as aldeias se desenvolviam cada vez mais rápido e de forma harmoniosa.

Se ele optar pelo lado ruim, das duas, uma: ou ele será um profissional egoísta, que guardará o conhecimento à 7 chaves, se tornando arrogante e indesejado, ou ele vai querer mudar tudo o que encontrar pela frente pois, para ele, apenas a forma que ele conhece de fazer as coisas é a correta.

DIFICULDADE: Você domina sua profissão, mas em um novo contexto histórico-sócio-cultural talvez você tenha que reaprendê-la. Sim, isso pode acontecer. Todos nós sabemos que “aprender” é uma tarefa eterna, mas na prática alguns profissionais caem no erro de julgarem que já detém todo o conhecimento possível.

GENTILEZA: Esteja aberto a novas sugestões, oportunidades e feedbacks. Isso apenas lhe trará mais conhecimento, o que é ótimo. Se tiver a oportunidade, discemine conhecimento por onde passar, como diz o velho ditado: “Quando você, com a sua vela, acende uma outra, você não perde a sua própria luz. Apenas ilumina mais ainda o lugar”.

Sâmela Silva, é uma brasileira, que de viagem em viagem, foi morar em Moçambique, África, onde o despertar pela escrita falou mais alto. Jornalista e Consultora em Gestão Empresarial, vem descobrindo o mundo e se descobrindo por meio de ideias rabiscadas nos bloquinhos virtuais. LinkedIn | Twitter | Facebook | Blog “A grama da vizinha”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s